Prêmios

Claudia Ferreira Gomes

Premiação de Melhor pôster no 20º Congresso Brasileiro de Psicodrama (SP). Título: “A utilização do psicodrama no tratamento das dependências de comportamento (compras, jogos, internet e sexo)”, mostrando a dinâmica e os critérios diagnósticos das compulsões e as bases teóricas psicodramáticas que fundamentam a prática e o tratamento clínico.

Cristiane Tavares Romano

A visão moreniana e a transdisciplinaridade como solução em tempos de crise Artigo escrito por Cristiane Tavares apresentado no 20o Congresso Brasileiro de Psicodrama de 2016 e publicado Revista Vínculos em 2017. “O objetivo deste artigo é fazer uma articulação entre a teoria de J.L. Moreno e a proposta da transdisciplinaridade sobre a visão do ser cósmico, e promover uma reflexão sobre as possíveis causas  e soluções da crise enfrentada pela humanidade atualmente.”  

 

Tempo para se relacionar: átomo social e a saúde física e mental.  Artigo escrito por Cristiane Tavares apresentado no 17o Congresso Brasileiro de Psicodrama de 2010 e publicado na Revista Brasileira de Psicodrama em 2011. “Este artigo apresenta uma correlação entre o conceito de átomo social de J. L. Moreno e os estudos de rede social de C. Sluzki, ao mesmo tempo em que demonstra a importância da inserção do indivíduo em grupos sociais em benefício da sua saúde física e mental, como também o que acarreta o seu afastamento deste grupo.”

Gisele Baraldi

Conceitos em ação: o uso de um jogo dramático como instrumento da pedagogia psicodramática aplicado em um grupo de alunos de formação em psicodrama.  Artigo escrito por Gisele da Silva Baraldi apresentado no 19o Congresso Brasileiro de Psicodrama de 2016.

 

Rafaella Celentano

Apresentação Prêmio Febrap Publicação Artística no 17o Congresso Brasileiro de Psicodrama de 2010 – Tempo para o tempo. Título: Chronos

Rosa Lídia Pontes

21º Congresso Brasileiro de Psicodrama – Fortaleza – 2018 Premio de melhor escrito psicodramático: 1o lugar na categoria de artigo inédito de psicodramatistas com mais de 5 anos de formação.  Título: “Relacionamento também se ensina: O desenvolvimento da relação educado – educando”. A autora questiona porque o ensino relacional educador – educando tem sido relevado em nosso sistema educacional e de que forma pode se ensinar aspectos comportamentais a estes profissionais. Recorre aos pensamentos de Edgar Morin e J.L. Moreno para fundamentar a ideia de que é necessário tornar o ensino relacional consciente, sistemático e intencional, e propõe o método sociodramático como importante caminho.

 

20º Congresso Brasileiro de Psicodrama – São Paulo – 2016 Premio de melhor escrito psicodramático: 1o lugar na categoria de artigo inédito de psicodramatistas com mais de 5 anos de formação. Titulo: “A sociometria no cenário psicodramático: Um olhar”. A autora questiona a divisão feita por J.L.Moreno da Socionomia dividida em três ramos, cada um deles com seus métodos. Entende que o psicodramatista em seu trabalho navega sempre permeando estas três instâncias e não aceita que a sociometria possa resumir se ao teste sociométrico como instrumento. De seu ponto de vista este olhar tem relegado um importante conhecimento e um grande instrumental de trabalho a um plano menor, muitas vezes até desconhecido para os aprendizes. Propõe um novo olhar mostrando como importantes ideias e conceitos morenianos resultaram das pesquisas sociométricas realizadas por Moreno e discute possíveis aplicações deste conhecimento tanto em nível preventivo quanto curativo.