Blog

Como Cuidar da Saúde Mental em Tempos de Pandemia 24 maio

Como Cuidar da Saúde Mental em Tempos de Pandemia

Como está a sua saúde mental em tempos de pandemia?

Desde que surgiu o primeiro caso de Covid-19, no Brasil, em fevereiro de 2020, nossa vida virou de cabeça para baixo, agravando o estresse e estimulando os transtornos mentais.

A pandemia do coronavírus chegou sem aviso prévio, alterando os padrões de comportamento da sociedade e impondo mudanças drásticas.

Os cuidados com a prevenção da Covid-19 e o distanciamento social forçado colocaram em risco a nossa saúde mental.

Passado todo esse tempo, e com a vacinação em ritmo lento, a perspectiva de voltar à normalidade, no Brasil, é ainda bem distante. Especialistas já falam em uma terceira onde da Covid-19.

Diante disso, como se proteger e conseguir viver melhor?

A seguir, abordaremos alguns pontos importantes que, colocados em prática, podem ajudar a melhorar a sua saúde mental em tempos de pandemia.

  • Pratique a autocompaixão

pratique a autocompaixão

O período em que estamos vivendo é bastante incomum. Fingir que nada está acontecendo, tentar calar e ignorar sentimentos não é saudável.

O bombardeio de más notícias, morte de amigos, familiares, o desemprego, a instabilidade econômica. Tudo isso afeta muito nosso bem-estar.

Portanto, é impossível estar bem todos os dias, e isso tem que ser respeitado.

Reconhecer nossos próprios limites é fundamental, pois, apesar de estarmos todos na mesma situação, somos seres únicos e a comparação com as outras pessoas causa angústias e frustrações.

Ainda, o sentimento de não estar no controle da situação é bastante desconfortável. Desse modo, observar o que depende ou não de nós pode acalmar um pouco esse sentimento ruim.

O que faz sentido para você?

Procure identificar e respeitar as suas emoções.

  • Mantenha contato com amigos e familiares queridos

mantenha contato com amigos e família

O distanciamento social prolongado traz malefícios à saúde física e mental. Nesse sentido, é  importante manter contato com as pessoas queridas, mesmo que seja pela internet.

Como está sua rede de amigos?

Procure por amigos que há tempos não conversa. Crie uma rede de apoio. Alivia as tensões e ajuda a melhorar a saúde mental nestes tempos de pandemia.

Ainda, nas suas relações com as pessoas, observe possíveis mudanças de comportamento como quadros de ansiedade, irritabilidade ou mesmo apatia.

Em muitos casos, procurar ajuda profissional é uma iniciativa necessária.

Uma psicoterapia não só vai cuidar desses transtornos, como também é uma forma de compartilhar medos, inseguranças, enfrentar as dificuldades e atingir equilíbrio emocional.

  • Procure manter a casa limpa e organizada

É fato que nem sempre é possível manter tudo limpo e organizado, entretanto, procure estabelecer prioridades e dividir as tarefas pelo decorrer da semana.

Com a pandemia, passamos mais tempo dentro de casa, e um ambiente limpo e organizado contribui para o nosso bem-estar.

A desorganização aumenta a ansiedade e os níveis de estresse, além de dificultar as tarefas diárias.

Tem algo mais cansativo do que procurar um objeto e não encontrar?

Separe os objetos de acordo com a sua utilidade.

A limpeza e a organização, além de melhorar o visual, oferece mais praticidade ao dia a dia.

Dividir os afazeres domésticos pode ajudar na interação com a família. Se você tem crianças em casa, peça ajuda a elas com as pequenas tarefas. Elas vão adorar! Além disso, vai mantê-las ocupadas.

Detalhe: dê um toque especial ao ambiente, como por exemplo, uma planta verdinha e viçosa para alegrar a sua casa. Você vai gastar pouco e torna-la mais bonita e acolhedora.

  • Limite o tempo ligado às notícias e redes sociais

A informação é fundamental, até mesmo para conseguir se proteger, porém, o excesso causa angústia e sensação de impotência.

Restrinja um período para estar a par das notícias. Não é necessário estar o tempo todo ligado, mesmo porque, as notícias se repetem durante o dia nos vários meios de comunicação.

Ainda, neste momento, estamos passando por uma séria crise política, econômica e social. Dessa forma, as incertezas decorrentes disso causam estresse e interferem na saúde metal.

Além disso, reduzir o tempo de uso das redes sociais vai diminuir   sentimentos de angústia e ansiedade, dado que é comprovado que elas provocam, quando usadas em excesso.

Vale enfatizar aqui, o cuidado com as notícias falsas, as chamadas fake News. Elas podem ser bastante nocivas, induzir ao erro e à insegurança.

  • Alimente-se bem e inclua exercícios físicos na sua rotina

alimentação e exercícios ao ar livre

Não é novidade que comer de forma mais saudável e praticar exercícios físicos regularmente traz benefícios à saúde física e mental.

Pode parecer um pouco repetitiva essa recomendação, no entanto, a ciência e a saúde defendem que esses bons hábitos contribuem com o bem-estar, previnem doenças, além de fortalecer o sistema imunológico.

Escolha uma atividade prazerosa: por exemplo, uma caminhada ou passeio com o seu cão, não só vai colocar você em movimento, mas também proporcionar momentos agradáveis.

É recomendado ainda, evitar o consumo de álcool e drogas como refúgio ao estresse. Elas causam alívio imediato, mas a longo prazo trazem males à saúde física e mental.

  • Reserve um tempo para o descanso e o lazer

encontre tempo para descansar e se divertir

Descansar e se divertir é tão importante quanto trabalhar!

O corpo e a mente precisam de um tempo para recarregar as energias.

As preocupações e o estresse impactam diretamente no sono!

Crie um ritual do sono. Isso vai ajudar a acalmar a ansiedade e induzir a uma noite mais tranquila. Portanto, algumas horas antes de dormir, se possível, desacelere o ritmo da casa, diminua as luzes, o barulho, tome um chá relaxante.

Faça o que te agrada: encontre um hobby, ouça música, dê um passeio, leia um livro, assista a um filme divertido.

Colocar em prática essas sugestões de autocuidado, com certeza, vai ajudar você a passar por esta pandemia de uma forma mais tranquila e equilibrada.

procure ajuda

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, o Brasil está entre os cinco países que mais sofrem com transtornos mentais.

Mas lembre-se:  Você não está só!  Necessitando de ajuda, procure um profissional da saúde mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *