ABPS

Depressão e ansiedade: saiba identificar os sintomas 16 jun

Depressão e ansiedade: saiba identificar os sintomas

Muito se tem falado sobre depressão e ansiedade, principalmente, com a chegada da pandemia do coronavírus

Mas você sabe o que são e quais os sintomas desses distúrbios?

A depressão e ansiedade são transtornos mentais que afetam boa parte da população mundial. Apresentam diagnósticos diferentes, mas possuem alguns sintomas parecidos. 

Sendo assim, como identificar os sintomas de cada um e as diferenças entre eles?

Este artigo vai te ajudar a saber um pouco mais sobre esse tema.

O QUE É A DEPRESSÃO?

Como o nome sugere, depressão é um afundamento, uma queda persistente do humor, da energia e da sensibilidade.

O humor tem a ver com dois fatores fundamentais: 

  • Diminuição dos níveis de energia física e mental – cansaço, fraqueza e desânimo, dificuldade de concentração e pensamentos lentos; 
  • Diminuição do nível de sensibilidade – ao prazer e à dor física e psíquica.

A depressão não é uma simples tristeza, ela causa uma devastação na vida de um modo geral, prejudicando mente e corpo.

SINTOMAS MAIS COMUNS DA DEPRESSÃO

  • Sentimento de profunda e persistente tristeza  

A tristeza é um sentimento comum do ser humano e acontece em vários momentos da vida, como a perda de emprego, separação, perda de uma pessoa próxima, entre tantos outros.

No entanto, essa tristeza vai se atenuando e, com o passar do tempo, na maioria das vezes, ela é superada.

Na depressão clínica a tristeza é persistente e progressiva.  A pessoa sofre uma diminuição do interesse e do prazer pelas atividades que antes exercia. É como se a vida perdesse o colorido.

  • Pensamentos ruminantes ou obsessivos

Baixa autoestima, sentimento de inutilidade ou fracasso e, nos casos mais graves, pensamentos de morte ou suicidas. 

  • Desesperança

Pessimismo, apatia, sentimento de vazio e falta de motivação.

  • Culpa

Sentimento de culpa exagerado e sem sentido, lamentos e remorsos por fatos passados.

  • Diminuição da concentração

Dificuldade para manter a atenção, raciocínio lento e falhas de memória.

  • Diminuição da energia física

Fraqueza, cansaço, aumento da sensibilidade à dor física, dores generalizadas pelo corpo.

  • Alterações de sono

Sono em excesso ou dificuldade para dormir.

  • Diminuição libido

Queda ou ausência do desejo sexual.

Além dessas manifestações desagradáveis, a depressão causa prejuízos na interação social, como insatisfação com os relacionamentos, reclamações constantes, solidão, isolamento, recusa de convites, falta de vontade para a interação social.

Em alguns casos, a ansiedade também pode fazer parte do quadro depressivo.

É importante observar os sintomas, mas o diagnóstico do quadro depressivo só pode ser feito mediante uma consulta médica com um profissional especializado da saúde mental, psicólogo(a) ou psiquiatra. 

O QUE É A ANSIEDADE? 

A ansiedade é uma preocupação, um sinal de alerta frente a uma ameaça ou perigo. Esse sentimento é incômodo, mas normal e importante para a nossa sobrevivência, visto que ele nos prepara para fugir ou enfrentar os perigos.

No cotidiano, ele nos ajuda na execução das tarefas e a obter um melhor desempenho.

Podemos citar como exemplo de uma ansiedade normal, a tensão que sentimos quando estamos vendo um filme de suspense ou terror. 

A ansiedade tóxica ou disfuncional acontece quando essa tensão se torna constante, minando a energia do corpo e da mente e prejudicando o desempenho das tarefas diárias e a vida como um todo.

SINTOMAS MAIS COMUNS DA ANSIEDADE 

  • Preocupações excessivas

Preocupações permanentes e exageradas. O cérebro fica em estado de alerta constante com pensamentos acelerados.

  • Irritabilidade

Baixa tolerância a incômodos, inquietude, descontrole emocional.

  • Medo intensificado

Medo excessivo de que coisas ruins aconteçam, preocupações exageradas com o que está por vir.

  • Insônia 

Alterações do sono como dificuldades para dormir ou manter-se dormindo. 

  • Cansaço físico e mental

Sensação de estar no limite, exaustão, tensão muscular e dificuldade para relaxar. 

  • Dificuldade de concentração

Falta de atenção, sensação temporária de estranheza, alteração da percepção da realidade.

  • Aumento da pressão arterial

Coração acelerado, palpitação e sudorese.

  • Alterações no sistema digestivo

Dores de estômago, náusea, refluxo, queimação, constipação ou diarreia.  

Como você pode notar, são sintomas bastante desagradáveis. Portanto, esse estado de alerta permanente consome muita energia do corpo e da mente causando exaustão.

Se a ansiedade não for tratada pode levar à depressão

Convém lembrar, que esses são apenas alguns sintomas da depressão e da ansiedade, logo, outros podem se apresentar, dependendo de cada caso e do grau desses distúrbios.

Se você, um familiar ou amigo tem um ou mais desses sintomas interferindo nas relações ou dificultando o dia a dia, procure ajuda especializada. Um tratamento adequado vai melhorar muito esses sintomas e proporcionar uma vida mais prazerosa e feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.